04.09.09

Para quem não sabe eu sou filha de pais divorciados, fez dois anos no final de Agosto que se separaram. No início a coisa até parecia porreira, podíamos estar com o pai e com a mãe e eles não precisavam estar de acordo sobre o que era melhor para nós, por exemplo se eu precisasse de uns ténis novos e a mãe não desse o pai dava ou se brigasse com a minha mãe o meu pai estaria na certa do meu lado. O lado económico da coisa também era muito porreiro, porém não foi ouro sobre azul durante muito tempo. Depressa chegaram as brigas e as reclamações de um sobre o outro e nós (eu e a minha irmã) nos transformámos em joguetes que tanto podiam ser usados como escudos como armas de arremesso. Na maioria das vezes eu era a filha elástico, sendo eu a maior de idade das duas filhas cabia-me a mim um papel de mediadora que eu ainda hoje não estou certa se deveria de ser assim. Penso que deveríamos de nos ter posto à parte das brigas e afirmado que éramos a Suíça, completamente neutras quanto a questões de pensões de alimentos.

Vivíamos com a mãe e na maior parte do tempo eram dela as reclamações, o pai acabava sempre por ser o homem na forca. Não foi um tempo nada fácil e levou ao afastamento por nossa parte do nosso pai, não apenas por questões relacionadas connosco como também com decisões pessoais dele que se vieram a confirmar não serem as mais acertadas. Não foi fácil sermos colocadas contra um pai que nos negligenciava mas também não deve ter sido fácil ser sempre um alvo de todas as acusações, tal qual como não deve ter sido fácil ficar-se encarregue de duas filhas mais as despesas. O meu pai sempre foi negligente no que concerne com a educação das filhas, isso foi sempre obra da minha mãe. Não estou a querer ficar do lado de ninguém em especial, estou apenas a querer ver os lados todos da coisa. Do lado das filhas, não é fácil ficar-se sem pai e ele ser alvo de tudo e mais alguma coisa, muitas acusações fundadas, infelizmente.

Eu afastei-me dele e ele tirou-me o carro que me emprestava sempre, foi um golpe duro porque era a minha escapadela das recriminações que caíam sobre mim, ele foi-se embora mas eu fiquei para ouvir as que lhe eram endereçadas e as que eram dirigidas a mim também!

As coisas tornaram-se bastante complicadas sem o apoio do meu pai em vários níveis, posso dizer que para mim foi bem feita por que nunca lhe dei o devido valor. Ele não foi o melhor dos pais, podia e devia ter sido mais atento mas ainda assim me deixou muito boas lições e eu nunca lhe disse que ele era realmente importante para mim nem lhe mostrei que tinha valor. Essa é a minha cruz em relação a ele e a toda esta história.

Um dia no meio do meu desespero eu pedi-lhe o carro emprestado e ele disse que sim para minha grande surpresa. Eu sabia que as recriminações e as indirectas em relação ao meu pai recomeçariam por causa do carro. E de facto elas não tardaram, o carro ficou proibido de dormir na nossa propriedade e começamos a ouvir falar do nosso pai com maior frequência. O carro que estava encostado há algum tempo vinha muito sujo e eu tinha de o limpar mas como ele estava proibido de entrar no terreno a coisa complicava-se! Se estava proibido de entrar no terreno nem quero imaginar se usasse a água e a luz do terreno para o limpar...

Com a minha irmã como cúmplice elaboramos um plano para limpar o carro sem ter de confrontar a minha mãe e sem gastar um euro que fosse: pegámos em três garrafões de água vazios e enchemos com água de uma fonte aqui perto. Numa missão de alto risco limpámos o carro mesmo em frente ao portão principal, sem usar água de casa ou luz! Num eficaz trabalho em série ela "espumava" o carro e eu usava um pano encharcado em água para tirar a espuma, no fim uma passou com um pano húmido e a outra com o pano seco para não ficar manchado. Quando se tratou de limpar o interior a coisa complicou-se pois o aspirador fez imensa falta mas ainda assim não deixamos a empreitada a meio, com uma vassoura pequena e uma escova tiramos o pó e a terra/areia das alcatifas do carro (não foi nada fácil!). Tentámos usar o menos possível de coisas aqui de casa e acho que fomos muito bem sucedidas. Durante toda a tarde trabalhamos em conjunto com uma sensação de alívio e de vitória pois tínhamos evitado mais uma briga. Foi uma maneira inteligente de não tomar partido de ninguém. Para além do mais, divertimo-nos como nunca!

Se o divórcio dos meus pais trouxe algo de positivo foi esta união com a minha irmã, unha e carne. Protegemo-nos e apoiamo-nos de uma forma que eu nunca pensei possível. A expressão "I've got your back" nunca teve tão significado para mim como agora. Os melhores momentos que tenho são na companhia da minha mana bebé (apesar de já ter 15 aninhos...) e são momentos perfeitos. Como é natural brigamos por vezes mas felizmente duram pouco as brigas e não usamos as armas para nos atacar que dantes usávamos, armas que marcavam a ferro as nossas memórias. Cada olhar que aquela pequena (pequena é favor por que ela é maior que eu!) miúda manda dá-me força para não desistir e torna os meus dias perfeitos. Mesmo que tudo esteja de pernas para o ar, o facto de ela existir já torna o meu Mundo PERFEITO! E eu não podia minimamente com ela quando éramos miúdas, era uma verdadeira peste!

Hoje em dia por causa dela os momentos que tenho com ela possuem um Orange Sky, não prestei a mínima atenção à letra da música mas os meus dias com ela são como um fim de tarde de verão quando o Sol está-se a pôr e nos sentimos completos a observá-lo. A warm, perfect and Orange Sky. Seja este ou não o significado da letra, de cada vez que ouço a música é disto que me lembro.

A minha irmã é o meu Orange Sky e valeu a pena o divórcio e as consequências dele se foi ela e a nossa nova relação que eu ganhei!

sinto-me: agradecida pelo meu Orange Sky
música: Orange Sky - Alexi Murdoch
publicado por kelita às 01:22

mais sobre mim
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


arquivos
2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


favoritos
pesquisar
 
Be Green =)
www.greenpeace.pt
blogs SAPO